Garimpo

Posted · Adicionar Comentário
capa - cd garimpo (2010)

Para comprar o CD Garimpo, clique aqui

Ficha técnica
Voz │Andrea dos Guimarães
Piano  │Breno Ruiz
Contrabaixo │Felipe Brisola
Bateria │Everton Barba

Gravado ao vivo, do dia 04 a 08 de agosto de 2009, no Estúdio Comep por Homero Lotito
Assistentes de gravação: Silvano e Wanderley
Mixado no Estúdio Trilha Certa por Homero Lotito e Garimpo
Masterizado no Reference Mastering Studio por Homero Lotito
Fotografia e arte gráfica: Dani Gurgel
Produção fonográfica: Selo Cooperativa
Este disco foi patrocinado pela Prefeitura de Campinas através do FICC (Fundo de Investimentos Culturais de Campinas)

 

Texto de agradecimento por Breno Ruiz

A arte é o templo imaginário de sublimar a emoção, de arrebatar a alma e enobrecer o espírito. Nela o ser humano se agiganta. Sacrifica a própria razão para evocar, à luz de sua imagem e semelhança, a herança maior: O Poder da Criação.

Quem faz da música uma senda pra arte, traz guardado em seu alforje um bom tanto do sopro criador e umas luas tantas de bem viver. Traz o gen da criação para sagrar a beleza, cultivar amigos e fazer história. Assim, a cada som, se pensa o mundo. E cria-se o mundo!

A obra, portanto, é emaranhado onde criador e criação, são um. Unidos no mesmo barro. No mesmo pó. Unos na tríade desvelada ao sabor do mistério da trindade. É minério garimpado em nome da expressão. Da liberdade. Da liberdade de pensar, sentir e amar o que é bonito.

Assim é o nosso disco – o garimpo das coisas que amamos, pensamos e sentimos. É modo de ser e de ver. É retrato na retina do tempo, eternizando nossas escolhas – umas acertadas e outras nem tanto… Mas, sobretudo, é o alumbramento da nossa emoção. Nele reside a essência que nos move para mais perto da espiral infinita que vai dar no templo imaginário da criação: A Arte.

Por tudo isso e aquilo que só Deus sabe, o Garimpo expressa um sem fim de gratidão àqueles que acompanham e incentivam a história que juntos estamos contando. Aos nossos familiares – Edson, Salete, Thiago e Bárbara; Vera Lúcia, Alcides, Viviane, Liliane, Thais e Cristiane (pela paciência e pelo sofá! E olha ele aí na foto!); Rosa, Zé Maria, Eric e Iasmin; Jurema e Francisco. Vocês são tudo de tudo na vida da gente! Aos amigos dos risos e dos sisos – Federal, Zé Carlos, Paulo Flores, Frigério, e a todos que nos ensinaram a buscar as coisas eternas… Ao João e ao Daniel do Conversa Ribeira, por todos os ensaios que abriram mão em nosso auxílio. Rodrigo e André, pelas demos madrugada afora; Du Garanhão, valeu pelos pratos! Paulão obrigado por emprestar sua bateria na república. Pra você, um obrigado do seu tamanho hein rapaz!  Ao Rato e ao Rafael Sanches pelos espaços de ensaio. Falando nisso, como esquecer nossa folclórica Dona Dirce, pelas palavras tão gentis e por todas as vezes que, em vão, nos levou à polícia… Isso nos rendeu boas risadas e muito nos fortaleceu viu?

Um agradecimento pra lá de especial pelo carinho e competência de Homero Lotito, Dani Gurgel e ao pessoal da Comep.
À Prefeitura de Campinas.

 

‘Menina a caminho’ (Andrea dos Guimarães)

‘Coisas do circo’ (Andrea dos Guimarães)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>